Moema Franca

Moema Franca nasceu em Estância (SE), em 1976. É graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutora em Letras pela Universidade Paris 3 − Sorbonne Nouvelle. Seu livro de estreia, Bem aqui, em lugar nenhum (7letras, 2013), foi finalista do Prêmio Jabuti (2014) na categoria Conto. Em 2021, participou da coletânea de contos Abrindo a boca, mostrando línguas (Paralelo13S). Vive em Salvador (BA).

Matheus Peleteiro

Matheus Peleteiro, nascido em Salvador (BA) em 1995, escritor, advogado, editor e tradutor,  é autor de oito obras, dentre as quais se destacam a coletânea de contos Nauseado (2021), a distopia satírica O ditador honesto (2018) e as coletâneas poéticas intituladas Nossos corações brincam de telefone sem fio (2019) e Caminhando sobre o fogo (2021). Produz o podcast 1Lero, no qual realiza entrevistas com expoentes da literatura contemporânea.

Moema Franca e Matheus Peleteiro

Moema Franca nasceu em Estância (SE), em 1976. É graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutora em Letras pela Universidade Paris 3 − Sorbonne Nouvelle. Seu livro de estreia, Bem aqui, em lugar nenhum (7letras, 2013), foi finalista do Prêmio Jabuti (2014) na categoria Conto. Em 2021, participou da coletânea de contos Abrindo a boca, mostrando línguas (Paralelo13S). Vive em Salvador (BA).

_______

Matheus Peleteiro, nascido em Salvador (BA) em 1995, escritor, advogado, editor e tradutor,  é autor de oito obras, dentre as quais se destacam a coletânea de contos Nauseado (2021), a distopia satírica O ditador honesto (2018) e as coletâneas poéticas intituladas Nossos corações brincam de telefone sem fio (2019) e Caminhando sobre o fogo (2021). Produz o podcast 1Lero, no qual realiza entrevistas com expoentes da literatura contemporânea.

Voltaire Fraga

Voltaire Fraga nasceu em 1911, no município de Nazaré, na Bahia, e mudou-se para Salvador ainda em sua juventude.

Ele se tornou um fotógrafo autodidata, iniciando sua jornada em 1927, quando os estúdios comerciais de fotografia estavam se expandindo. Voltaire se destacou por capturar a vida cotidiana, a evolução urbana de Salvador e as pessoas de sua cidade.

Nilo Ferreira da Rocha

Nilo Ferreira da Rocha é formado em Letras pela UFPR, onde também foi professor. Também trabalhou na UNOESC, na UNEB e no IFCE. Nilo gosta de rock and roll, livros e gatos. Vive em Fortaleza e São Luís. Atualmente trabalha como professor de Língua Inglesa na Escola Caminho das Estrelas | Centro Espacial de Alcântara | Força Aérea Brasileira. Convive com os adolescentes do Ensino Fundamental, que renovam a sua juventude diariamente.

Sandro Ornellas e Marcelo Frazão

Sandro Ornellas nasceu em Brasília (1971) e cresceu em Salvador. Editou alguns fanzines musicais e folhetins literários nos anos 1980 e 1990. Publicou livros com poemas, estudos e ensaios, entre os quais Herberto Helder e a questão dos fins: um ensaio sobre poesia e pensamento (Villa Olívia Artes, 2022 – ensaio), Dói-me este mundo de violentas esperanças (Patuá, 2021 – poemas) e Em obras (Cousa, 2019 – poemas). Trabalha como professor de literatura no Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia.

Marcelo Frazão nasceu no Rio de Janeiro (1964) e reside em Salvador desde 2017. É poeta e artista visual. Publicou os livros de poemas Haikai (1996) e Homo Sapiens Sexualis (2015). Em parceria, destacam-se a plaquete Loveless (1996) e os livros Erótica (1999) e Erótica – edição comemorativa de 20 anos (2019), com Armando Freitas Filho, e Anima Animalis (2008), com Olga Savary, vencedor do Prêmio APCA (2009).

Marcelo Frazão

Marcelo Frazão nasceu no Rio de Janeiro (1964) e reside em Salvador desde 2017. É poeta e artista visual. Publicou os livros de poemas Haikai (1996) e Homo Sapiens Sexualis (2015). Em parceria, destacam-se a plaquete Loveless (1996) e os livros Erótica (1999) e Erótica – edição comemorativa de 20 anos (2019), com Armando Freitas Filho, e Anima Animalis (2008), com Olga Savary, vencedor do Prêmio APCA (2009).

Sandro Ornellas

Sandro Ornellas nasceu em Brasília (1971) e cresceu em Salvador. Editou alguns fanzines musicais e folhetins literários nos anos 1980 e 1990. Publicou livros com poemas, estudos e ensaios, entre os quais Herberto Helder e a questão dos fins: um ensaio sobre poesia e pensamento (Villa Olívia Artes, 2022 – ensaio), Dói-me este mundo de violentas esperanças (Patuá, 2021 – poemas) e Em obras (Cousa, 2019 – poemas). Trabalha como professor de literatura no Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia.

J. Herrero

J. Herrero (1989) é natural de Petrópolis, Rio de Janeiro. É ilustrador profissional de jogos eletrônicos e quadrinhos. Fundador do Herrero Art Studio, trabalhou ilustrando obras como Barriguda Rex 2 (Jacuype Comics, 2021), Tiete Rubra (Jacuype Comics, 2021), no mangá de introdução do livro Balística: Protocolo Excalibur (New Order, 2021) e em um conto de terror na HQ Sarcófago X (Kayber, 2022).

Ricardo Heavy e J. Herrero

Ricardo Heavy é mestre em estudos literários pela UEFS, professor, escritor e quadrinista. Publicou os quadrinhos Beto Bordello (Jacuype Comics, 2020), Sr. Sisal: Riachão em chamas (Jacuype Comics, 2021), Tiete Rubra (Jacuype Comics, 2021), Um moedor de carne no lugar do coração (Jacuype Comics, 2021), além das edições regulares de Barriguda Rex (no momento, em seu terceiro número) e da graphic novel Rodoviária (Jacuype Comics, 2022), financiada pelo Catarse. Colaborou com diversas publicações especializadas, como Revista El perro Feo 2 (Escória Comix, 2022), Sarcófago X (Kayber Editora, 2022) e Almanaque Sinerverso 1 (Sinerverso Produções, 2022).

J. Herrero (1989) é natural de Petrópolis, Rio de Janeiro. É ilustrador profissional de jogos eletrônicos e quadrinhos. Fundador do Herrero Art Studio, trabalhou ilustrando obras como Barriguda Rex 2 (Jacuype Comics, 2021), Tiete Rubra (Jacuype Comics, 2021), no mangá de introdução do livro Balística: Protocolo Excalibur (New Order, 2021) e em um conto de terror na HQ Sarcófago X (Kayber, 2022).