Combo Cartas Bahianas: O ser acinzentado + Anatomia de uma cidade

Compre pelo Whatsapp

R$50,00

de Moema Franca e Matheus Peleteiro

Formato: 12 x 19 cm
Páginas: 52 (cada)
ISBN: 978-65-88597-39-2 // 978-65-88597-38-5
Peso: 150 g (ambos)
Ano: 2024

O ser acinzentado, desenvolvido a partir de uma reflexão poética sobre a simbiose entre o homem e a cidade que o molda, se apresenta como um monólogo que promove uma verdadeira ode à cidade e ao ambiente urbano.
Narrado por um indivíduo que afirma ter sido prazerosamente concretizado em meio ao cinza que o rodeia, o livro mergulha nos devaneios daquele que se apaixona pelo ritmo frenético e injusto da cidade e, em vez de condená-la, passa a se deleitar com os incessantes barulhos e letreiros luminosos urbanos, encontra beleza na pixação que adorna as paredes e respira fundo, extraindo poesia do chorume das ruas e absorvendo o aroma e a fumaça da poluição, como se só o ato de abraçar o caos pudesse promover tranquilidade.

_____________

Anatomia de uma cidade é o segundo livro de Moema Franca, reunindo crônicas que, com uma mordacidade que não prescinde do humor, abordam temas importantes, como violência, racismo, humanidade, misoginia, intolerância religiosa, modernidade e liberdade.
As 18 crônicas do livro revelam uma autora atenta e crítica à cidade que ela escolheu para viver. São observações de situações cotidianas, uma dissecação da sociedade moderna, com personagens reais, aprendendo a viver entre o horror e o banal, vagando, sobrevivendo e convivendo com a solidão, angústia, tensão, ansiedade e o desespero de conviver com outras pessoas em filas de supermercado, na praia, na farmácia e em paisagens de concreto de uma cidade que tem a vocação de ser o epicentro do caos.

Moema Franca e Matheus Peleteiro

Moema Franca nasceu em Estância (SE), em 1976. É graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutora em Letras pela Universidade Paris 3 − Sorbonne Nouvelle. Seu livro de estreia, Bem aqui, em lugar nenhum (7letras, 2013), foi finalista do Prêmio Jabuti (2014) na categoria Conto. Em 2021, participou da coletânea de contos Abrindo a boca, mostrando línguas (Paralelo13S). Vive em Salvador (BA).

_______

Matheus Peleteiro, nascido em Salvador (BA) em 1995, escritor, advogado, editor e tradutor,  é autor de oito obras, dentre as quais se destacam a coletânea de contos Nauseado (2021), a distopia satírica O ditador honesto (2018) e as coletâneas poéticas intituladas Nossos corações brincam de telefone sem fio (2019) e Caminhando sobre o fogo (2021). Produz o podcast 1Lero, no qual realiza entrevistas com expoentes da literatura contemporânea.

Descrição

O ser acinzentado, desenvolvido a partir de uma reflexão poética sobre a simbiose entre o homem e a cidade que o molda, se apresenta como um monólogo que promove uma verdadeira ode à cidade e ao ambiente urbano.
Narrado por um indivíduo que afirma ter sido prazerosamente concretizado em meio ao cinza que o rodeia, o livro mergulha nos devaneios daquele que se apaixona pelo ritmo frenético e injusto da cidade e, em vez de condená-la, passa a se deleitar com os incessantes barulhos e letreiros luminosos urbanos, encontra beleza na pixação que adorna as paredes e respira fundo, extraindo poesia do chorume das ruas e absorvendo o aroma e a fumaça da poluição, como se só o ato de abraçar o caos pudesse promover tranquilidade.

_____________

Anatomia de uma cidade é o segundo livro de Moema Franca, reunindo crônicas que, com uma mordacidade que não prescinde do humor, abordam temas importantes, como violência, racismo, humanidade, misoginia, intolerância religiosa, modernidade e liberdade.
As 18 crônicas do livro revelam uma autora atenta e crítica à cidade que ela escolheu para viver. São observações de situações cotidianas, uma dissecação da sociedade moderna, com personagens reais, aprendendo a viver entre o horror e o banal, vagando, sobrevivendo e convivendo com a solidão, angústia, tensão, ansiedade e o desespero de conviver com outras pessoas em filas de supermercado, na praia, na farmácia e em paisagens de concreto de uma cidade que tem a vocação de ser o epicentro do caos.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Combo Cartas Bahianas: O ser acinzentado + Anatomia de uma cidade”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Produtos Relacionados